O PSI-20 abriu a sessão no verde e assim continua, a ganhar 0,64%, nos 5.062,07 pontos, em sintonia com os principais índices europeus.

A Impresa lidera os ganhos, ao somar 2,3%, nos 0,73 euros. Segue-se a Portucel, com uma subida de 1,2%, para os 3,18 euros por ação.

No setor da banca, destaque para o BPI, que avança 1,2%, com os títulos a cotar a 0,88 euros. Já o BCP soma ligeiros 0,2%, para os 0,05 euros.

Na energia, a EDP soma 1,1%, nos 2,09 euros. Já a Galp ganha 0,6%, com os títulos a cotar a 9,06 euros.

O UBS cortou o preço alvo das ações da Galp para 12 euros de 13,5 euros, enquanto o Nomura desceu o target para 10 euros dos anteriores 11,50 euros.

No vermelho, os CTT deslizam 0,6%, nos 9,06 euros.

Na Europa, a tendência é positiva, numa altura em que os investidores aguardam os dados sobre o PIB da zona euro referentes ao segundo trimestre.

Da Ásia chega a notícia de que as exportações da China caíram menos que esperado em agosto, mas as importações caíram pelo décimo mês seguido e mais do que as estimativas, aumentando os receios sobre as perspetivas de crescimento da segunda maior economia mundial.

Paris ganha 1,2%, Frankfurt sobe 1,1%, Milão e Londres somam 0,9% e Madrid soma 0,7%.