O PSI-20 encerrou a penúltima sessão da semana a ganhar 0,58%, nos 5.212,55 pontos, impulsionado pela PT, que trepou 6,8%, nos 1,05 euros.

A cotada chegou a ganhar quase 10%, depois de três dias de fortes tombos. Recorde-se que na passada sexta-feira, a Morgan Stanley, assessor da Altice na eventual compra da PT Portugal, emitiu uma nota de análise (research) onde anunciava que reiniciou a cobertura da PT, atribuindo-lhe um preço-alvo de 0,79 euros, abaixo da cotação atual, na altura.

A Galp também ajudou a impulsionar o índice, ao ganhar 0,9%, nos 11,45 euros. A EDP subiu 0,4%, fixando o preço das ações em 3,33 euros.

No setor da banca, o BPI ganhou 0,6%, nos 1,54 euros, já o BCP caiu 0,5%, nos 0,09 euros.

A travar maiores ganhos estiveram também a Teixeira Duarte, que desceu 1,4%, fixando o preço dos títulos em 0,80 euros. A cotada que mais depreciou foi a Jerónimo Martins, 2,2%, com cada ação a valer 8,23 euros.

Na Europa, o dia também foi de ganhos: Paris trepou 1,3%, Frankfurt ganhou 1,2%, Milão avançou 0,9%, Madrid cresceu 0,7% e Londres ganhou ligeiros 0,3%.