O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, encerrou o dia a crescer 1,18% para 6.428,50 pontos, em linha com as praças europeias de referência, impusionada pelo bom desempenho da banca, da Jerónimo Martins e da EDP.

Das 20 cotadas que compõem o PSI20, 10 valorizaram, duas ficaram estáveis face à cotação de sexta-feira e oito fecharam a sessão no vermelho.

O BCP liderou as subidas ao ganhar 4,64% para 0,142 euros, contando com a companhia do BES, que somou 2,74% para 1,012 euros, do Banif, que cresceu 1,08% para 0,0094 euros e do BPI, que subiu 0,69% para 1,174 euros. Apenas o Espírito Santo Financial Group (ESFG), a 'holding' que controla o BES, fechou em terreno negativo, recuando 1,67% para 5,00 euros.

Ainda assim, foram as subidas da Jerónimo Martins e da EDP, dois dos pesos pesados do mercado português, que mais impulsionaram o índice de referência. A retalhista valorizou quase 2% para 14,525 euros e a energética progrediu 0,86% para 2,69 euros.

Pela negativa, nota para as quedas da Altri, próxima de 2% para 2,495 euros, e dos pesos pesados Portugal Telecom e Galp Energia. As últimas tiveram, respetivamente, perdas de 0,31% para 3,25 euros e de 0,17% para 11,61 euros.

No resto da Europa, os ganhos variaram entre os 0,11% de Londres e Paris e os 1,03% de Madrid.