O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI20, encerrou a sessão desta sexta-feira a cair 0,97% para 6.773,50 pontos, num dia de fortes quedas nas praças acionistas europeias de referência.

Das 20 cotadas no PSI20, 17 desvalorizaram e apenas três fecharam o dia em terreno positivo.

No resto da Europa, as quedas foram ainda mais significativas do que em Portugal, com as perdas a variarem entre os 1,62% de Londres e os 3,64% de Madrid.

A Sonae Indústria liderou as quedas ao recuar 3,76% para 0,767 euros, mas foi a descida da Portugal Telecom (PT) superior a 3% para 3,376 euros que mais pressionou o PSI20, dada a sua ponderação.

Dois dos outros pesos pesados também baixaram, com a EDP a cair 1,78% para 2,766 euros e a Galp a regredir 0,80% para 11,815 euros. Já a Jerónimo Martins subiu 1,25% e impediu uma desvalorização ainda maior do índice de referência português.

Na banca, nota para as quedas do BPI, Espírito Santo Financial Group (ESFG), BES e BCP, enquanto o Banif escapou à onda negativa e valorizou 1,74% para 0,0117 euros. O banco liderado por Fernando Ulrich caiu 1,89% para 1,454 euros, o ESFG baixou 1,28% para 4,941 euros, o BES perdeu 1,11% para 1,153 euros e o BCP deslizou 0,35% para 0,1704 euros.