O índice PSI20 cai 0,55%, pressionado pelas descidas da Galp Energia, Millennium bcp e BPI, num dia sem tendência clara na Europa, com todas as atenções viradas para a conclusão da reunião da Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed), nota a Reuters.

A Galp perde 2,6% para 9,35 euros. A BMO cortou a recomendação da oil&gas para market perform, de outperfom e o preço-alvo para 10,5 euros, de 11,5 euros antes.

Na banca, o BPI desce 1,5% e o BCP 2,2% para 0,084 euros. O Exane BNP Paribas iniciou cobertura do BCP com uma recomendação de ‘Neutral’ e preço alvo de 0,09 euros por ação.

Ontem, o CEO do BPI criticou duramente a troika por, em três anos de resgate, não ter identificado e lidado atempadamente com os problemas que levaram ao colapso do BES, estando perplexo com a atuação do Banco Central Europeu (BCE).

A telecom NOS cai 0,4%, os CTT 0,3% e a Mota Engil 0,7%.

As bolsas europeias seguem sem tendência clara, com variações entre uma queda de 2,7% da Grécia e a subida de 0,6% de Londres.

A Fed conclui hoje uma reunião de dois dias, esperando-se a publicação de uma declaração final às 1800 horas TMG, seguida de conferência de imprensa da Presidente, Janet Yellen.

Os investidores questionam-se se a Fed vai retirar a palavra ‘paciente’ para descrever a sua atitude quanto ao momento de subida das taxas de juro diretoras.

Uma poll da Reuters mostra que os investidores estão divididos sobre se vai subir as taxas de juro já em Junho ou apenas mais tarde em 2015.