As valorizações do Millennium bcp e EDP levam a Bolsa de Lisboa a acompanhar os ganhos da maioria das praças europeias, enquanto os juros soberanos aliviam, após o upgrade da Standard & Poor's (S&P) para a República portuguesa.

Nota a Reuters que, na Europa, os principais índices seguem em alta, com ganhos de até 0,6% em Madrid, à exceção da bolsa de Atenas, que recua 1,1%.

"O mercado já tinha descontado a vitória do Syriza e há agora alguma tomada de mais-valias, mas os preços estão atrativos", disse Costis Morianos, gestor de fundos da Asset Wise Capital Management, baseado em Atenas, citado pela Lusa.

O Syriza, de Alexis Tsipras, voltou a ganhar as eleições legislativas na Grécia, mas sem maioria absoluta, pelo que vai renovar a coligação com aquele que foi o seu parceiro nos primeiros sete meses, o partido nacionalista e populista Gregos Independentes.

Em Lisboa, o índice PSI20 atenuou os ganhos da abertura e sobe agora 0,2%, com oito dos 18 títulos em alta.
Suporte do Millennium bcp, a subir 1%, e da EDP, a ganhar 0,55%. Apoio adicional da EDP Renováveis, a avançar 0,36%, e da telecom NOS, que soma 0,6%.

Pela negativa, destaque para as quedas dos pesos-pesados Galp Energia e Jerónimo Martins, com descidas de 0,6% e 0,41%, respetivamente.

Juros aliviam


No mercado secundário de dívida, a yield das Obrigações do Tesouro portuguesas a 10 anos alivia 5 pontos base para 2,49%, beneficiando o upgrade da Standard & Poor's.

Esta agência subiu o rating de Portugal, em um nível, para 'BB+', com outlook estável, ficando assim a um nível de sair da categoria de lixo.

As equivalentes espanhola e italiana descem um ponto base, cada, para 1,95% e 1,77%, respetivamente.

"A eleição grega é positivo, é surpreendente que Tsipras tenha ganho de forma tão convincente", referiu Piet Lammens, estrategista no KBC em Bruxelas.