Os juros da dívida em Portugal ultrapassaram esta quinta-feira a barreira dos 3%. As yeld das obrigações do tesouro com maturidade a 10 anos já não estavam tão altas desde outubro de 2014.

Mas não é só em Portugal que os juros estão a subir: em Itália, as yeld subiram três pontos base para 1,69%, o valor mais alto desde agosto do ano passado.

Os investidores estão de olhos postos na reunião do Banco Central Europeu, mas já terão começado a aceitar que o banco central não deverá anunciar mais estímulos financeiros.