Os juros da dívida pública estiveram esta quinta-feira em queda, tendo chegado a recuar abaixo dos 7% no prazo a 10 anos.

De acordo com os dados da Reuters, os juros exigidos pelos investidores no mercado secundário para comprar as obrigações do Tesouro a 10 anos atingiram um mínimo de 6,988%. Ao final da tarde, no entanto, a taxa tinha voltado aos 7,088%, numa ligeira subida de 1,2 pontos base.

No prazo a cinco anos, as obrigações nacionais estão a pagar um juro de 6,633%, mais 3 pontos base. No prazo a 2 anos, pelo contrário, mantém-se a tendência de descida: a taxa baixa 37 pontos base para 5,475%.

Isto no mesmo dia em que o Tribunal Constitucional chumbou várias medidas do Código do Trabalho relacionadas com o despedimento por extinção do posto de trabalho e inadaptação.

Também nos restantes países da periferia europeia (Grécia, Itália, Espanha) as taxas de juro das obrigações parecem estar a estabilizar. No prazo a 10 anos, o que serve de referência para o mercado, as taxas estão praticamente inalteradas.