Os juros da dívida pública nacional estão a disparar esta manhã, devido à crise política desencadeada pela demissão de Paulo Portas do Governo. Os investidores temem que um cenário de eleições antecipadas, o programa de ajustamento português fique parado durante meses, como aconteceu com a Grécia.

No prazo a 10 anos, que serve de referência para o mercado, a taxa de juro segue a disparar 148 pontos base para 8,017%, o valor mais alto desde novembro do ano passado.

Também no prazo a 5 anos, os juros das Obrigações do Tesouro estão a subir 148 pontos base para 7,222%.

No entanto, é no prazo a 2 anos que a escalada é mais visível: a taxa sobe 218 pontos base para 6,345%.

A tendência de subida é também visível nos juros das dívidas de outros países europeus, nomeadamente da vizinha Espanha, que parece estar a ser a mais contagiada pela instabilidade política em Portugal.