Os juros da dívida soberana de Portugal estavam hoje a descer em todos os prazos em relação a quarta-feira e a dois e cinco anos para mínimos desde, respetivamente, abril e maio de 2010.

Às 08:50 de hoje, os juros a dois anos estavam a descer para 1,847%, um mínimo desde abril de 2010 e contra 1,914% no final da sessão de quarta-feira.

No prazo de cinco anos, os juros estavam a descer, a negociarem a 3,686%, um mínimo desde maio de 2010 depois de terem terminado a 3,726% na sessão de quarta-feira.

No prazo de dez anos, os juros também estavam a descer, ao serem negociados a 4,844%, depois de terem encerrado na quarta-feira a 4,846% e de terem descido até ao mínimo de 4,818% a 18 de fevereiro.

Portugal volta hoje aos mercados para tentar amortizar parte dos 15,3 mil milhões de euros que tem para pagar em outubro deste ano e em outubro de 2015.

A 19 de fevereiro passado, Portugal colocou um total de 1.250 milhões de euros em Bilhetes de Tesouro (BT) a três e doze meses às taxas de 0,462% e 0,75%, respetivamente, inferiores às observadas nos anteriores leilões comparáveis.

A 11 de fevereiro, o país colocou três mil milhões de euros em dívida a 10 anos a uma taxa de juro média de 5,112%.

No mesmo dia, o IGCP afirmou que Portugal já conseguiu financiamento para 2014 e está a pré-financiar o défice de 2015, confirmando ainda que a procura total na operação atingiu 9,8 mil milhões de euros.