Os Instituto de Seguros de Portugal garante que a exposição da Tranquilidade e da BES Vida a ativos do Grupo Espírito Santo não compromete a sua situação de solvência, adianta o Diário Económico. O regulador garante que tem acompanhado de perto a situação das seguradoras nos últimos meses.

Segundo o ISP, a Tranquilidade e o BES Vida «cumprem, com níveis confortáveis, os requisitos de solvência individuais legalmente exigidos. A exposição que cada uma destas entidades detém ao GES não compromete a sua situação de solvência».

Ambas as seguradoras passaram para a alçada do Novo Banco.

A Tranquilidade está em processo de venda e o dinheiro daí resultante poderá servir para garantir parte do papel comercial aos clientes de retalho do BES.