Pela primeira vez na história o índice S&P500 ultrapassou os 2000 pontos.

O índice das 500 cotadas norte-americanas mais seguidas no mundo está a beneficiar das declarações da presidente da Reserva Federal norte-americana, Janet Yellen, que confirmou na sexta-feira passada que não está satisfeita com a evolução no mercado laboral, e que portanto não há justificação para uma subida dos juros, no curto prazo.

Já o presidente do Banco central Europeu, Mario Draghi, tinha adiantado no mesmo dia que estava disposto a proceder a ainda mais ajustamentos nas medidas, dado que a recuperação económica na zona euro ainda é débil.