Há boas notícias para quem tem um crédito à habitação, com taxa a seis meses. Se a revisão for feita já no próximo mês, vai passar a pagar a prestação mais baixa de sempre pelo empréstimo, noticia o «Jornal de Negócios».

Este é o resultado da queda significativa dos juros no mercado perante as recentes declarações de Mario Dragui. O BCE admite adotar novas medidas de estímulo monetário. Estas injeções de liquidez prometem manter as taxas Euribor sob pressão nos próximos meses.

As taxas Euribor tocaram mínimos e esse comportamento vai refletir-se, primeiro, nas prestações da casa dos empréstimos revistos de seis em seis meses. O custo vai descer em 1,27%, nota o mesmo jornal.