A Grécia colocou esta terça-feira 1.300 milhões de euros em dívida a três meses, a um juro de 4,02%, o mesmo nível pago no anterior leilão de agosto, anunciou a Autoridade de Gestão da Dívida Pública grega (PIMA).

A procura atingiu os 1.939 milhões de euros, 1,94 vezes os 1.000 milhões de euros da oferta inicial.

No anterior leilão para o mesmo prazo de 13 de agosto, a procura tinha sido 1,87 vezes a oferta.

A Grécia está há três anos fora dos mercados de venda de dívida de longo prazo, utilizando estas emissões de curto prazo para financiar os pagamentos mais urgentes.

Na semana passada, fontes da PIMA anunciaram que estavam à procura de fórmulas de empréstimos menos caras que os títulos de dívida do Tesouro de curto prazo.

O ministro das Finanças grego, Yannis Sturnaras, declarou repetidamente que a Grécia poderia regressar aos mercados regulares em 2014, ainda que com quantidades moderadas, caso se cumpram os objetivos acordados com a troika, concretamente se o país alcançar um excedente primário este ano.