A Bolsa de Lisboa encerrou a primeira sessão da semana a cair 0,9% nos 5.360,89 pontos, com apenas duas cotadas no vermelho, no dia em que o BES saiu oficialmente da negociação bolsista.

Apesar da queda ser mais ligeira que nas sessões anteriores, contrasta com as fortes subidas das praças internacionais.

Por cá, a PT liderou as perdas, ao cair 2,6%, fixando o preço das ações em 1,44 euros. Já os CTT caíram 2,3%, com cada ação a valer 7,30 euros.

Apesar da queda do índice, a maioria dos títulos negoceiam em alta, com destaque para as subidas mais fortes do sector financeiro, a recuperar dos tombos recentes. O BCP subiu 4,2%, a fechar nos 0,09 euros por ação, já o BPI ganhou 1,98%, para os 1,24 euros.

Destaque ainda para a EDP, que ganhou 2,7%, nos 3,17 euros por ação. Já a NOS subiu 0,5%, com as ações a valer quase 4 euros, isto depois do Credit Suisse ter subido o preço alvo das ações da cotada de 4,5 euros para 5,3 euros.

Lá fora, Frankfurt trepou 2,03%, Milão ganhou 1,39%, Paris subiu 1,28%, Londres avançou 1,17 % e Madrid apreciou 0,83%.