A Galp Energia estimou esta terça-feira um investimento médio anual entre 1,5 e 1,7 mil milhões de euros até 2018 e anunciou que pagará um dividendo de 28,8 cêntimos por ação este ano.

De acordo com a informação divulgada hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a propósito do seu Capital Markets Day, em Londres, o conselho de administração irá propor aos acionistas o pagamento de um dividendo de 28,8 cêntimos por ação referente ao exercício de 2013, «em linha com a política de dividendo».

No ano passado, a Galp Energia pagou 24 cêntimos por ação, referente ao exercício de 2012, tendo, em setembro distribuído um dividendo intercalar de 14,4 cêntimos.

Do investimento estimado para o período 2014-2018, a Galp Energia explica que «cerca de 90% será canalizado para o segmento de negócio de upstream, nomeadamente para as atividades de desenvolvimento nos projetos sancionados e pré-sancionados, sobretudo no pré-sal da bacia de Santos, no Brasil, e na bacia do Rovuma, em Moçambique».

Para este ano, a empresa estima um intervalo de investimento entre os 1,3 e os 1,5 mil milhões de euros.

A empresa liderada por Ferreira de Oliveira antecipou ainda uma taxa média de crescimento de produção de cerca de 40% entre 2013 e 2020.

O EBITDA (lucro antes de impostos, juros, apreciações e amortizações) deverá, de acordo com a Galp, apresentar uma taxa anual média de crescimento acima de 25% no período 2013-2018, sendo que para este ano o EBITDA deverá posicionar-se entre os 1,1 e os 1,3 mil milhões de euros.

As ações da petrolífera seguiam a negociar na Euronext Lisbon pelas 09:30, a subir 1,22% para 12 euros.