A Galp Energia chegou a acordo com o Governo de São Tomé e Príncipe e com a norte-americana Kosmos Energy levar a cabo atividades de exploração do Bloco 6, no offshore de São Tomé e Príncipe, anunciou a petrolífera portuguesa.

Em comunicado divulgado no site da CMVM, a Galp disse que terá uma participação de 45% no bloco, a Kosmos Energy outros 45% e a Agência Nacional do Petróleo 10%.

O Bloco 6 encontra-se na Zona Económica Exclusiva de São Tomé e Príncipe em profundidades de água de até 2.500 metros e cobre uma área de 5.024 quilómetros quadrados.

"Esta aquisição permite à empresa o acesso como operadora a uma área de fronteira, numa nova geografia, enquanto mantém uma posição financeira sólida", afirmou a Galp.

Acrescentou que continua focada especialmente no Brasil e em Moçambique.