A Galp Energia vai distribuir prémios de produtividade aos seus trabalhadores, referentes aos resultados de 2013, disse esta segunda-feira o presidente da empresa, Manuel Ferreira de Oliveira, sem adiantar o valor.

Manuel Ferreira de Oliveira, que respondia a perguntas dos jornalistas durante a conferência de imprensa de apresentação de resultados da Galp relativos ao ano passado, afirmou que o prémio de produtividade «será distribuído a todos os trabalhadores», explicando que há um acordo que prevê que sempre que o lucro da empresa ultrapasse os 300 milhões de euros haja lugar a partilha de resultados com os funcionários.

O presidente da Galp disse que o prémio monetário «será igual para todos», mas não quis adiantar o valor, afirmando que pretende comunicá-lo primeiro aos trabalhadores.

A Galp Energia encerrou 2013 com um lucro de 310 milhões de euros, menos 13,9% do que no ano anterior, segundo uma informação hoje divulgada pela empresa.

As vendas e prestações de serviços da Galp Energia atingiram os 19.620 milhões de euros no ano passado, mais 6% do que em 2012.

As exportações de produtos petrolíferos para fora da Península Ibérica aumentaram 21%, para quatro milhões de toneladas, com a gasolina, o fuelóleo e o gasóleo a representarem respetivamente 30%, 29% e 19% do total.