O ministro das Finanças francês, Michel Sapin, afirmou hoje que o Governo está determinado em respeitar o limite de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) para o défice público até finais de 2015, depois das dúvidas da Comissão Europeia.

«O Governo reafirma a sua determinação em cumprir o Pacto de Estabilidade e Crescimento e em conseguir uma poupança de 50 mil milhões de euros necessária para reduzir o défice para 3% do PIB em 2015», referiu o ministro em comunicado.

Segundo as previsões divulgadas hoje, Bruxelas espera que o défice francês fique em 3,4% no próximo ano.

«As nossas estimativas mostram que o défice francês estará acima do limite de 3% em 2015», afirmou o comissário europeu Siim Kallas, que tem atualmente o pelouro dos Assuntos Económicos, explicando que não foram, no entanto, tidas em conta todas as medidas do plano de cortes na despesa anunciado recentemente pelo Governo.

Sapin lembrou que o plano ainda não foi entregue aos responsáveis europeus e que deverá informar hoje os seus colegas das medidas, durante uma reunião de ministros da zona euro, em Bruxelas.