A bolsa nacional está a negociar em queda pela primeira vez em cinco sessões. Lisboa lidera as descidas entre as congéneres europeias, com o índice PSI20 a perder 1,12 por cento para 5.505,63 pontos.

A restante Europa segue em tomada de mais-valias, depois dos máximos de seis meses alcançados ontem. Os índices europeus registam quedas entre 0,42% de Londres e 0,5% de Paris, com os fracos resultados da Microsoft e da Google a desapontar os investidores, agravando assim os receios em torno do setor tecnológico. As contas de ambas as empresas ficaram aquém do que estava projetado pelo mercado.

A nível doméstico, o Banif derrapa 5,66% para 0,050 euros, no ultimo dia do período de subscrição do aumento de capital e o BCP cai 2,15% para 0,091 euros. BPI e BES também recuam mais de 2%.

Isto numa altura em que os juros da dívida nacional a 10 anos caem abaixo dos 7%, com os analistas a acreditarem que «poderá será alcançado» um compromisso entre os partidos (PSD, CDS-PP e PS) em Portugal.

No setor das telecoms, a Zon tomba 2,03% para 4,006 euros e a Sonaecom desce mais de 1,5%, depois de ontem o Governo ter anunciado que a Optimus e a Zon venceram o concurso do serviço universal de comunicações.

Já a Galp recua 1,34% ara 11,715 euros - em dia de queda para os preços do petróleo - e a Portugal Telecom desliza 0,97% para 2,747 euros.

O dia será marcado pelo arranque de apresentação de resultados em Portugal. A Portucel dá pontapé de saída após o fecho do mercado. A empresa está a perder em bolsa mais de 1,5%.