A agência de notação financeira Fitch confirmou hoje a classificação «AAA» (baixo risco) dos Estados Unidos, a qual era suposto baixar no passado outono, no âmbito do impasse no Congresso sobre o limite da dívida do país.

Esta classificação do risco de pagamento da dívida, que significa que os Estados Unidos têm uma capacidade extremamente forte de honrar os seus compromissos financeiros, tinha sido colocada sob revisão em meados de outubro na perspetiva de uma possível redução.

No entanto, a notação foi agora dotada de uma perspetiva estável, o que implica que a Fitch não prevê alterá-la a médio prazo.

«As crises sobre o teto da dívida em agosto de 2011 e outubro de 2013 não parecem ter afetado os rendimentos dos títulos públicos», estima a agência norte-americana em comunicado.