O banco suíço UBS e a gestora de fundos norte-americana Fidelity comunicaram esta quarta-feira ao mercado a aquisição de participações qualificadas nos Correios de Portugal.

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, o UBS adianta que passou a deter 2,40% do capital dos CTT, enquanto a Fidelity Management and Research passa a deter 2,06%.

No caso do banco suíço, o aumento de participação aconteceu a 5 de setembro, sendo o UBS atualmente detentor de 3.605.950 ações.

A Fidelity adquiriu as suas 3.096.298 de ações no mesmo dia, a 5 de setembro.