No final do ano de 2013, a exposição consolidada da Espírito Santo Financial Group à Espírito Santo International era de 1,37 mil milhões de euros.

Mas apenas 6 meses depois essa exposição subiu para os 2,35 mil milhões de euros, adianta a empresa do Grupo Espírito Santo em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários. É um aumento de mais de 70%.

Segundo a empresa, esta subida deveu-se à necessidade de financiar o reembolso de papel comercial do GES.

A ESFG diz ainda que a dívida da empresa ao BES é de 823 milhões de euros e confirma que não está, nem nunca esteve a ser investigada pelas autoridades luxemburguesas.