As principais bolsas europeias abriram esta terça-feira em alta, com os investidores à espera da divulgação das últimas minutas da reunião do Banco de Inglaterra.

O índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a subir 0,31% para 3.162,92 pontos.

A 15 de janeiro, o Euro Stoxx terminou a subir até aos 3.168,76, um máximo dos últimos seis anos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt estavam a subir 0,30%, 0,27% e 0,14%, respetivamente. As bolsas de Milão e Madrid também estavam a registar acréscimos de 0,69% e 0,34 por cento.

Depois de ter iniciado o dia em baixa, a Bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:20, o índice PSI20 estava a descer 1,85% para os 6.948,88 pontos.

Em Nova Iorque, Wall Street terminou em baixa, com o Dow Jones a descer 0,27% para 16.414,44 pontos, depois de ter subido a 31 de dezembro até aos 16.576.70 pontos, o valor máximo desde que foi criado, há 128 anos.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,3555 dólares, depois de ter terminado a 1,3542 dólares na terça-feira.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou na terça-feira o câmbio de referência da divisa europeia em 1,3526 dólares.

O Fórum Económico Mundial que se reúne a partir de hoje em Davos na Suíça e a divulgação de indicadores económicos e resultados empresariais vão ser a referência desta semana nos principais mercados europeus.

O barril de petróleo Brent para entrega em março abriu em alta, a cotar-se a 107,10 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,37 dólares do que no encerramento da sessão anterior.