As principais bolsas europeias estão hoje positivas, antes da reunião de política monetária do Banco Central Europeu, que deverá manter a taxa de juro diretora no mínimo histórico de 0,5%, pelo quinto mês consecutivo, para ajudar a sustentar a retoma económica.

Às 08:35 em Lisboa, o Eurostoxx 50, o índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a subir 0,37%, para 2.768,51 pontos.

As bolsas europeias seguiam a negociar positivas, entre os ganhos de 0,43% de Milão e as de 0,55% de Frankfurt.

Londres, Paris e Madrid seguiam igualmente em sintonia com as restantes praças, e todos com ganhos de 0,43%.

Em Lisboa, pela mesma hora, o índice de referência bolsista PSI20 seguia a subir 0,78% para 5.946,20 pontos.

Apesar da expectativa de as taxas se manterem inalteradas, nas últimas semanas têm surgidos discursos mistos por parte de membros do BCE, com responsáveis dos países periféricos do euro a defenderem que as taxas continuem baixas e Estados do centro da Europa a considerarem que taxas baixas por muito tempo podem causar instabilidade financeira.

Na quarta-feira, o membro alemão do comité executivo do BCE, Jörg Asmussen, disse que há «riscos em taxas de juro muito baixas por muito tempo».

Já em meados de agosto, o banco central alemão (Bundesbank) admitiu, no seu relatório mensal, que o BCE poderá aumentar a taxa de juro de referência para a zona euro caso as pressões inflacionistas aumentem.

Apesar deste discurso misto, em julho, o presidente do BCE anunciou que a entidade vai manter as taxas nos atuais níveis, ou baixá-las ainda mais, por um período extenso de tempo. Em agosto, Mario Draghi reiterou esta posição, de forma a assegurar aos investidores que o BCE não vai apertar a sua política monetária tão cedo.

O BCE baixou em maio a taxa de juro diretora para o mínimo de sempre de 0,50%.

O euro seguia a recuar no mercado de divisas de Frankfurt (na Alemanha) para os 0,3172 dólares, enquanto o barril de crude Brent para entrega em outubro abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, nos 115,08 dólares, mais 0,17 dólares do que na sessão anterior.