O euro seguia hoje a valorizar face à moeda norte-americana, num dia em que foi divulgado que os pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos subiram inesperadamente na semana terminada a 26 de abril.

Pelas 18:00, hora de Lisboa, o euro transacionava nos 1,3867 dólares, acima dos 1,3865 dólares a que negociava no final do dia de quarta-feira, segundo dados da agência financeira Bloomberg.

Em dia de feriado do 1.º de Maio, a maioria das praças europeias estiveram encerradas, com exceção do Reino Unido, Irlanda e Dinamarca.

Os mercados acionistas norte-americanos seguiam mistos ao final do dia, depois de ter sido divulgado que os pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos subiram inesperadamente na semana terminada a 26 de abril, o máximo de nove semanas.

De acordo com a Bloomberg, os pedidos de subsídio subiram 14.000 para 344.000, o máximo desde 22 de fevereiro, o que demonstra a dificuldade de ajustamento às variações sazonais, como é o caso das férias da Páscoa.

Este valor ficou acima das estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, que apontavam para 320.000



Divisas..............hoje................quarta-feira



Euro/dólar...........1,3867..............1,3865



Euro/libra...........0,82083.............0,82157



Euro/iene............141,81..............141,59



Dólar/iene...........102,27..............102,13