A moeda única europeia seguia esta segunda-feira a valorizar face à congénere norte-americana, recuperando da série de cinco sessões em perda que a colocaram no nível mais baixo de um mês e voltando a negociar acima dos 1,36 dólares.

Pelas 18:30, o euro negociava nos 1,3647 dólares, acima dos 1,3597 dólares a que seguia na sexta-feira sensivelmente à mesma hora, de acordo com os dados da agência financeira Bloomberg.

Os dados relativos aos serviços na maior economia do mundo que foram hoje libertados surpreenderam pela negativa os investidores e são apontados como a principal razão para explicar a queda significativa do dólar face ao euro.

Além disso, foram divulgados igualmente dados sobre os serviços na zona euro, superiores às estimativas dos especialistas, que ajudaram a impulsionar a moeda única.