O Instituto de Gestão do Crédito Público conseguiu colocar 1200 milhões de euros de dívida pública, com maturidade a 10 anos, vencendo a 15 de fevereiro de 2024.  

Recorde-se que o IGCP estimava colocar entre 750 milhões e mil milhões de euros de Obrigações do Tesouro neste leilão.

Segundo a Reuters, a procura excedeu 2,07 vezes a oferta. As Obrigações do Tesouro foram colocadas a uma taxa média de 3,177%. Em junho, no último leilão de OT a 10 anos, a taxa média ponderada foi de 3,252%.

O último leilão de OT realizou-se em outubro, no qual o Estado conseguiu colocar mil milhões de euros de dívida pública com maturidade a seis anos (junho de 2010),   pagando a taxa de juro mais baixa da sua história.  

Não se prevê que o IGCP realize mais leilões de OT este ano, já que a instituição tinha anunciado em outubro que previa realizar uma dois leilões de Obrigações do Tesouro.  

Relativamente aos Bilhetes do Tesouro, haverá mais quatro leilões: dois estão marcados para dia 19 de novembro, e outros dois vão acontecer a 3 de dezembro. Os montantes indicativos também oscilam entre os 750 milhões e os mil milhões de euros.