O Tesouro Público espanhol colocou esta quinta-feira 5.590 milhões de euros a três e cinco anos, com os juros mais baixos de sempre, na primeira operação em fevereiro e depois do êxito das primeiras emissões do ano.

Em concreto colocou 2.304 milhões de euros a três anos, com juros médios de 1,561%, abaixo dos 1,595% de janeiro.

Colocou ainda 3.286 milhões de euros a cinco anos com juros médios de 2,254%, abaixo dos 2,382% do leilão equivalente de janeiro.

No prazo menor a procura superou em duas vezes a oferta e a cinco anos a procura foi 1,7 vezes superior à oferta.

O objetivo do Tesouro foi continuar a capitalizar na boa situação dos mercados da dívida, com o risco - medido pelo diferencial entre os títulos espanhóis e alemães a 10 anos, a cair para os 210 pontos básicos e os juros a 10 anos a rondar os 3,7%.

Em janeiro os leilões destacaram-se pela queda de juros em todos os prazos e pela elevada procura, tanto a curto como a médio prazo.

O Tesouro realizou no mês passado a maior emissão sindicada da sua história, colocando 10 mil milhões de euros.

Desde o início do ano e excluindo a operação de hoje o Tesouro espanhol colocou 22.096 milhões de euros no seu programa de financiamento a médio e longo prazo.

Esse valor corresponde a 16,6% do objetivo fixado para este ano, de 133.300 milhões de euros.