A vizinha Espanha colocou esta quinta-feira 3.063 milhões de euros, valor acima do máximo previsto, em títulos de dívida pública a três, cinco e 10 anos, a juros inferiores aos dos leilões anteriores.

Apesar da subida dos juros da dívida soberana de Espanha no mercado secundário nos últimos dias, dos 3.063 milhões de euros, o Tesouro colocou 1.119,9 milhões em títulos a três anos a um juro de 2,794%, inferior aos 2,897% pagos no anterior leilão.

Outros 926,2 milhões de euros foram colocados em títulos a cinco anos a 3,768%, também abaixo dos 3,859% pagos no anterior leilão.

Em obrigações a 10 anos, o Tesouro espanhol colocou 1.016,9 milhões de euros a uma taxa de juro 4,758%, inferior à de 4,818% paga no anterior leilão de junho.