O mercado livre de eletricidade ganhou cerca de 75 mil clientes em outubro, ultrapassando os dois milhões de clientes (2.066 mil) e representando 71% do consumo total, segundo dados divulgados pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

De acordo com o resumo informativo do mercado liberalizado de eletricidade, o número de clientes no mercado livre cresceu 3,8% em outubro, cerca de 0,7 pontos percentuais acima da subida registada em setembro.

O consumo anualizado em mercado aumentou cerca de 1,1% relativamente a setembro, abaixo da taxa de crescimento médio mensal de 1,5% registada desde outubro de 2012.

Em termos globais, o mercado livre representou, em outubro, 71% do consumo total, aumentando em 13 pontos percentuais o seu peso relativo em termos de consumo abastecido relativamente ao mesmo mês de 2012.

Em outubro, registaram-se 7.108 mudanças de carteira entre comercializadores em mercado livre.

A EDP, a Endesa e a Iberdrola, os três principais operadores de mercado, representavam, em conjunto, em outubro, cerca de 86% dos fornecimentos de energia no mercado livre e detinham cerca de 94% dos clientes que operam neste mercado.

Segundo os dados divulgados pelo regulador, a EDP Comercial continuou a ser o principal operador no mercado livre, quer em número de clientes (com cerca de 84% do total), quer em consumos (com cerca de 45% dos fornecimentos).