Os CTT - Correios de Portugal formalizaram hoje a intenção da Parpública em avançar com a oferta pública inicial (IPO) em bolsa da empresa, no âmbito do processo de privatização.

Em comunicado, o operador postal CTT anunciou «a intenção da Parpública - Participações Públicas em proceder à oferta pública inicial dos CTT e à admissão à negociação das tias ações ordinárias na Euronext Lisbon».

Nesta primeira fase, o Estado, através da Parpública, deverá ficar com 30% dos CTT após o IPO.

«É com enorme entusiasmo que anuncio a intenção de admitir à negociação na Euronext Lisbon as ações dos CTT. Os CTT são empresa com quase 500 anos de história, uma marca de confiança e uma posição de liderança no mercado», considera o presidente executivo dos Correios, Francisco de Lacerda, citado no comunicado.