As ações dos CTT-Correios de Portugal dispararam esta manhã mais de 4%, impulsionadas por resultados que surpreenderam pela positiva e pelo anúncio que vão avançar com a criação de um Banco Postal que, segundo analistas, vai criar valor.

«Os resultados foram superiores às nossas estimativas e às do consenso de mercado, nomeadamente a nível de EBITDA», afirmaram Carlos Jesus e Artur Amaro, analistas do Caixa Banco de Investimento à Reuters.

O EBITDA, que consiste nos lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortizações, aumentou 9% para 101,6 milhões de euros (ME). O lucro da empresa subiu 16,5% nos nove meses de 2014, suportado na forte performance dos serviços financeiros.

«Salientamos pela positiva o abrandamento da queda dos volumes transportados a nível do ‘correio e distribuição’ e a melhoria do EBITDA na divisão de ‘expresso & encomendas’», frisou o Caixa BI.
Os títulos regressaram a níveis de início de Outubro nos 7,64 euros.

«Vemos os resultados como positivos», afirmaram os analistas do Espírito Santo Investment Bank (ESIB), numa nota de research, citada pela Reuters.

O incumbente postal anunciou também que vai lançar um Banco Postal, maximizando a sua grande rede comercial e investindo até 100 ME em cinco anos.

«Vemos o Banco Postal como uma oportunidade de negócio, com racional estratégico e capex limitado e, por isso, algo que vai provavelmente melhorar o valor», afirmou o ESIB.

«Os CTT beneficiam de uma extensa experiência na comercialização de vários serviços financeiros embora o Banco Postal se trate de uma nova atividade, acarretando desta forma novas oportunidades e novos riscos», afirmou o Caixa BI.