A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários decidiu suspender a negociação das ações da PT SGPS  até ser divulgada informação relevante.

A informação foi divulgada pelo regulador no seu site na internet. Noutro comunicado, também datado desta sexta-feira, o regulador informa que «desde 22 de dezembro de 2014 até 6 do corrente, por diversas vezes a CMVM diligenciou junto dos órgãos sociais da PT no sentido de serem prestados esclarecimentos essenciais para que os acionistas pudessem exercer o seu direito de voto de forma ponderada e esclarecida». 

Esta quinta-feira a CMVM enviou um ofício ao conselho de administração da PT, com conhecimento ao presidente da Mesa da Assembleia Geral, reiterando o pedido de informação complementar e solicitando a adoção de medidas adequadas à salvaguarda integral dos direitos dos acionistas e da legalidade das decisões a tomar.

As ações da holding da cotada encerram esta quinta-feira a subir 9,8% para 0,72 euros, a recuperar da pior sessão de sempre em que afundou 20%, com s ações a cotar a 0,64 euros.

A Assembleia Geral da PT SGPS para decidir a venda da PT Portugal à francesa Altice, agendada para 12 de Janeiro, está rodeada de incertezas e poderá culminar num penalizador impasse para os acionistas da PT SGPS e para a brasileira Oi, segundo analistas consultados pela Reuters.

A proposta precisa de recolher o sim de 2/3 dos votos dos acionistas presentes, um apoio que, segundo os analistas, não está garantido. Um adiamento da votação é outro cenário possível que também acarretaria os seus riscos.