A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) proibiu temporariamente as vendas a descoberto de ações do Banif, BES, BCP e Sonae Indústria, ações que sofreram, na sessão de quarta-feira, uma desvalorização superior a 10%.

A proibição, anuncia o regulador em comunicado, é válida das 00:00 às 23:59 de quinta-feira, dia 04 de julho.

De acordo com a CMVM, que cita a legislação europeia relativa «às vendas a descoberto e a certos aspetos dos swap de risco de incumprimento», estas operações ficam temporariamente restringidas, em caso de diminuição significativa do preço das ações. Assim, sempre que o preço das ações cai 10% ou mais, o regulador pode impedir estas transações.

As ações do Banif caíram ontem 14,13%, as do BCP 12,90%, as do BES 10,95% e as da Sonae Indústria, 10,36%.

«A flutuação do preço das ações em causa não pode excluir a ocorrência de um fenómeno de especulação com impacto negativo», justifica a CMVM no comunicado.

A venda a descoberto, conhecida como short selling é uma transação financeira que consiste na venda de um ativo que não se possui (ações, obrigações, etc.) , esperando que o seu preço caia, para o recomprar mais tarde por um valor inferior.