A Comissão de Mercado e Valores Mobiliários decidiu levantar a suspensão da negociação de instrumentos financeiros do Banco Espírito Santo, «por terem cessado os motivos que justificaram a suspensão», pode ler-se num comunicado do regulador publicado na sua página de internet.

O Novo Banco, em comunicado ao regulador, esclarece que estes instrumentos financeiros foram transferidos para a nova instituição. E acrescenta que a «transferência dos ativos, passivos, elementos extrapatrimoniais e ativos

sob gestão do BES para o Novo Banco não prejudica a cessão

integral das posições contratuais da instituição de crédito originária, com transmissão das responsabilidades associadas aos elementos do ativo transferidos».

CMVM diz que defendeu investidores na crise do BES

BES: sem licença bancária, 'bad bank' entra em processo de liquidação

São cerca de 50 os instrumentos financeiros que ficaram em suspenso até à CMVM obter os esclarecimentos que solicitava. Entre eles estavam obrigações hipotecárias do BES, instrumentos financeiros ligados à Tranquilidade, BES Finance e BESI.

Entretanto o regulador comunicou esta segunda-feira ao mercado que está a investigar a negociação de títulos do BES até ao momento em que as ações foram suspensas, na sexta-feira passada, para saber se foi usada informação privilegiada na transação dos títulos.