A Comissão de Mercado e Valores Mobiliários critica a falta de alertas dos analistas aos investidores nos casos das quedas do Banco Espírito Santo e da PT, escreve o Jornal de Negócios.

Na análise às recomendações emitidas pelos bancos de investimento que acompanhavam a PT, o regulador diz que não encontrou uma visão geral negativa sobre a evolução expectável da empresa.

As críticas estendem-se ao acompanhamento da situação do BES, com a CMVM a dizer que em alguns casos só após a medida de resolução levada a cabo pelo Banco de Portugal é que alguns analistas reviram em baixa os preços alvo do banco.