As principais bolsas europeias seguem esta quarta-feira com comportamentos diversos, com os investidores esperançados que seja encontrada uma solução política para evitar um eventual ataque militar dos Estados Unidos contra a Síria.

Às 08:35 em Lisboa, o Euro Stoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a descer 0,14% para 2.847,51 pontos.

Os principais índices da Bolsa de Londres e de Paris estavam a descer respetivamente 0,11% e 0,24%, enquanto o da bolsa de Frankfurt estava a registar ganho de 0,10 por cento.

À mesma hora, o principal índice da bolsa de Madrid estava a subir 0,04% e o de Milão registava um ganho de 0,53 por cento.

Em Nova Iorque, Wall Street fechou em alta na terça-feira, com o Dow Jones a subir 0,85% para 15.191,06 pontos, depois de ter atingido a 02 de agosto o máximo de 15.658,4 pontos desde que foi criado há 128 anos.

A bolsa de Lisboa estava em baixa ligeira, com o índice PSI20 a descer 0,01% para 6.031,17 pontos. Das 20 cotações, oito estavam a subir, sete a descer e cinco estáveis.

Ao nível do mercado cambial, o euro abriu hoje em baixa, mas acima dos 1,32 dólares, no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,3247 dólares, abaixo dos 1,3265 dólares do encerramento de terça-feira e depois de ter atingido, a 01 de fevereiro, o valor mais alto face ao dólar desde novembro de 2011, quando ultrapassou os 1,36 dólares.

O BCE fixou na segunda-feira o câmbio oficial do euro em 1,3240 dólares.

O Presidente norte-americano, Barack Obama, estendeu hoje a mão à diplomacia ao pedir ao Congresso para adiar a votação sobre um ataque militar de Washington contra Damasco para avaliar a proposta russa que aponta para a destruição do arsenal químico sírio, mas reiterou que é necessário atuar e pediu às Forças Armadas dos Estados Unidos para estarem preparadas.

A situação é suficientemente ambígua para fazer com que os investidores encarem a sessão de hoje cautelosamente.

Além do conflito sírio, os investidores estão atentos às emissões de dívida que serão lançadas hoje pela Alemanha e pela Itália.

O Tesouro italiano vai leiloar 11.500 milhões de euros em títulos a três e 12 meses e o Tesouro alemão vai tentar colocar uma emissão de até 5.000 milhões de euros de títulos a dez anos.

O barril de petróleo Brent para entrega em outubro abriu em alta, acima dos 111 dólares, a cotar-se a 111,55 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,3 dólares que no encerramento da sessão anterior.

A cotação do petróleo continua a ser pressionada pela inquietação dos mercados de que um eventual ataque contra Damasco e a guerra civil na Síria possam afetar a produção e o transporte do petróleo proveniente do Médio Oriente e do norte de África.

A preocupação está relacionada com as dificuldades que possam encontrar os petroleiros para cruzar o Canal do Suez, um ponto fulcral do comércio de petróleo do Médio Oriente.