A Bolsa de Lisboa ganha 0,23%, com apoio da NOS e do sector do retalho, em linha com ganhos leves numa Europa a aguardar a votação no Parlamento de Atenas das reformas acordadas em princípio com credores da zona euro, passo visto para desbloquear um terceiro resgate para o país.

De acordo com a Reuters, o FTSEurofirst 300, índice que agrega as 300 maiores cotadas na Europa, sobe 0,16%, com várias praças recuperarem de quedas ligeiras na abertura.

O primeiro ministro helénico, Alexis Tsipras, enfrenta resistência da ala esquerda do seu partido, incluindo o presidente do parlamento, para passar as duras medidas de austeridade e libertar o financiamento de 86.000 milhões de euros (ME).

A legislação deverá, contudo, avançar com os votos a favor da oposição pró-europeia.

Num estudo publicado ontem, o Fundo Monetário Internacional (FMI) alertou para a necessidade de um aliviar da dívida grega, muito superior àquele que tem vindo a ser considerado pelos credores europeus.

Sugeriu um período de carência de 30 anos para a dívida aos pares da Europa, novos empréstimos e uma extensão dramática das maturidades, algo que tem sido rejeitado por alguns credores, especialmente a Alemanha.

"A dramática deterioração na sustentabilidade da dívida aponta para a necessidade de maior alívio, numa escala que precisaria de ir muito para além do que tem sido considerado até à data – e do que tem sido proposto pelo Mecanismo Europeu de Estabilidade (ESM)", disse o FMI.

Esta instituição afirmou mesmo que poderá ficar de fora do terceiro resgate, caso o alívio da dívida não for considerado.

No mercado obrigacionista, a yield das obrigações do Tesouro portuguesas a 10 anos alivia 3 pontos base (pb) para 2,74%.

O Tesouro tem agendada para esta manhã uma colocação de 1.250 e 1.500 ME em Bilhetes do Tesouro, a seis meses e um ano, num leilão cujos resultados são esperados a partir das 1030 horas locais.

O preço do barril de Brent, em Londres, cai 0,82% para 58,03 dólares e o de crude Nymex perde 0,62% para 52,70 dólares.

O euro aprecia-se 0,09% face à moeda norte-americana para os 1,1020 dólares.