As principais bolsas europeias abriram esta quarta-feira em baixa, a seguir a tendência registada na terça-feira em Wall Street, Nova Iorque, na véspera da reunião do Banco Central Europeu (BCE) em Frankfurt.

O Euro Stoxx 50, índice que representa as principais empresas da Zona Euro, estava a descer 0,30%, para 3.140,33 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt estavam a descer 0,32%, 0,19% e 0,15%, respetivamente.

As bolsas de Madrid e Milão também estavam hoje manhã em baixa, com os principais índices a descerem 0,55% e 0,64%.

Depois de ter iniciado o dia em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e, cerca das 09:05, o índice PSI20 estava a descer 0,89% para 7.484,89 pontos.

Em Nova Iorque, Wall Street fechou em baixa na terça-feira, com o Dow Jones a descer 0,78%, para 16.401,02 pontos, depois de ter subido a 30 de abril até aos 16.580,80 pontos, o valor máximo desde que foi criado há 128 anos.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em baixa no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,3919 dólares, depois de ter terminado a 1,3929 dólares na sessão anterior.

O BCE fixou na terça-feira o câmbio de referência da divisa europeia em 1,3945 dólares.

Além da apresentação de resultados do primeiro trimestre de empresas cotadas que hoje prossegue, os investidores aguardam que na quinta-feira, o Banco Central Europeu (BCE) reúna o Conselho de Governadores para analisar a política monetária e decidir se altera ou não as taxas de juro de referência na zona euro, atualmente em mínimos históricos.

Na primeira quinta-feira de abril, o BCE manteve pelo quinto mês consecutivo a taxa de juro de referência no mínimo histórico de 0,25%, apesar da queda da inflação na zona euro.

No entanto, na altura o presidente da instituição, Mario Draghi, assegurou que adotaria se necessário outras medidas não convencionais, como a da compra de dívida, para lutar contra uma eventual deflação na zona euro.

Entretanto, os investidores continuam atentos às tensões internacionais entre a Ucrânia e a Rússia.

Na sexta-feira, a OCDE divulga os últimos dados da inflação dos 34 Estados membros.

O barril de petróleo Brent, para entrega em junho, abriu hoje em alta, a cotar-se a 107,33 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,25% do que no encerramento da sessão anterior.