As principais bolsas europeias estavam esta terça-feira em alta, na segunda sessão desta semana mais curta, devido ao 1 de maio, e com os investidores à espera da divulgação de mais resultados empresariais.

O Euro Stoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro, estava a subir 0,58%, para 3.184,09 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt estavam a subir 0,56%, 0,08% e 0,94%, bem como as de Madrid e Milão, que avançavam 0,73% e 1,10%.

Depois de ter iniciado o dia em baixa, a bolsa de Lisboa inverteu a tendência e, cerca das 09:00, o índice PSI20 estava a subir 0,59%, para 7.398,87 pontos.

Em Nova Iorque, Wall Street fechou em alta na segunda-feira, com o Dow Jones a subir 0,53%, para 16.448,74 pontos, depois de ter subido a 31 de dezembro passado até aos 16.576,70 pontos, o valor máximo desde que foi criado há 128 anos.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,3867 dólares, depois de ter terminado a 1,3845 dólares na sessão anterior.

O BCE fixou na segunda-feira o câmbio de referência da divisa europeia em 1,3861 dólares.

Entre as referências da sessão de hoje continua a apresentação de resultados de empresas cotadas, nomeadamente Santander, Deutsche Bank, Volkswagen, ainda que os investidores estejam muito atentos a outras questões.

Na Europa, a Autoridade Bancária Europeia (EBA) publica hoje os principais critérios que vão regular os próximos testes de resistência aos quais se vai submeter a banca europeia num passo prévio à entrada em vigor da supervisão única.

Também hoje, a Comissão Europeia (CE) publica os índices de confiança empresarial e do consumidor, bem como do clima empresarial para a zona euro em abril.

Nos Estados Unidos, o Comité de Mercado Aberto da Reserva Federal (Fed) começa uma reunião de dois dias sobre política monetária, a empresa económica Standard and Poor¿s divulga o índice Case-Shiller relativo aos dados de vendas de casas nas grandes cidades dos Estados Unidos em fevereiro e a entidade de análise The Conference Board divulga dados sobre a confiança dos consumidores na economia.

Os mercados europeus vão estar fechados na próxima quinta-feira devido ao feriado de 1 de maio.

Nesta semana mais curta, os investidores vão manter-se atentos ao conflito entre a Rússia e a Ucrânia.

O barril de petróleo Brent, para entrega em junho, abriu hoje em alta, a cotar-se a 108,37 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, mais 0,20 dólares do que no encerramento da sessão anterior.