As principais bolsas europeias esta quinta-feira em baixa, mas entretanto inverteram a tendência, à espera das decisões de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), depois da inesperada descida dos juros em novembro.

Em Lisboa, o Euro Stoxx 50, índice que representa as principais empresas da zona euro estava a subir 0,05% para 2.993,40 pontos.

As bolsas de Londres e Frankfurt estavam a subir 0,09% e 0,16%, respetivamente.

As bolsas de Madrid e Milão também estavam em alta, com os principais indicadores a registarem ganhos de 0,11% e 0,32%, respetivamente.

Ao contrário, a bolsa de Paris estava estabilizada, a descer 0,03%.

Depois de ter iniciado o dia em alta, a bolsa de Lisboa invertia a tendência e, cerca das 09:30, o índice PSI20 estava a perder 0,14%, para os 6.408,96 pontos.

Em Nova Iorque, Wall Street fechou na quarta-feira em baixa, com o Dow Jones a descer 0,16%, para 15.889,77 pontos, depois de ter terminado a 27 de novembro em 16.097,33 pontos, o valor máximo desde que foi criado há 128 anos.

Ao nível cambial, o euro abriu hoje em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,3627 dólares, abaixo dos 1,3552 do encerramento de quarta-feira.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou na quarta-feira o câmbio de referência da divisa europeia em 1,3592 dólares.

Da reunião do Conselho de governadores do BCE, a última deste ano, os investidores não esperam alterações das taxas de juros na zona euro mas apenas indicações sobre os programas de injeção de liquidez do BCE.

Na reunião mensal de 7 de novembro, o BCE desceu a taxa de juro para o novo mínimo de sempre de 0,25%.

O conselho de governadores do Banco de Inglaterra também reúne hoje para analisar a política monetária.

Além das reuniões destes dois bancos centrais, os investidores também vão estar atentos à emissão de Espanha para captar até 3.500 milhões de euros, depois de cobertas as necessidades de financiamento para este ano e da Moody¿s ter subido a perspetiva do rating da dívida soberana de Espanha de «negativa» para «estável».

Anteriormente, a Standard and Poor's e a Fitch já tinham melhorado a perspetiva do rating da dívida soberana de Espanha.

Nos Estados Unidos, o departamento do Comércio divulgará hoje o segundo cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre.

O barril de petróleo Brent para entrega em janeiro abriu em baixa, a cotar-se a 111,57 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,31 dólares do que no encerramento da sessão anterior.