A Bolsa de Lisboa seguiu a tendência europeia e fechou em alta, a ganhar 1,80% nos 5.802,77 pontos.

Paris somou 1,9%, Madrid avançou 1,7%, Frankfurt ganhou 1,4%, Milão subiu 1% e Londres somou 0,9%, no dia em que a Grécia e os credores chegaram finalmente a acordo sobre um terceiro resgate ao país.

Recorde-.se que a Bolsa de Atenas está encerrada à negociação desde o dia 29 de junho, o dia em que os bancos também fecharam portas e que foi decretado o controlo de capitais.

Em Lisboa a Teixeira Duarte foi a cotada que mais ganhou, 7,3%, nos 0,62 euros. Seguiu-se a Mota-Engil, ao avançar 6,7% nos 2,66 euros por ação.

Nas telecoms, a Nos ganhou 3,6%, para os 7,467 euros. A Pharol subiu 3,6%, para os 0,40 euros.

O setor da banca encerrou misto e travou maiores ganhos do índice: o BCP somou quase 1%, com os títulos a cotar a 0,08 euros. O BPU desceu 3,8%, para os 1,11 euros.