As bolsas europeias abriram esta manhã em queda, com os investidores a mostrarem-se preocupados pela manutenção do impasse orçamental nos EUA, que ameaça estender-se mais uma semana, depois de não ter sido possível chegar a um acordo no fim-de-semana.

A maior queda cabe a Paris, que desliza 1,33%, mas a praça nacional acompanha a tendência e cai 0,69% para 5.984,07 pontos.

Uma das maiores descidas desta manhã cabe à EDP, que recua 1,59% para 2,55 euros, penalizada ainda pelo anúncio do Governo de que pretende incluir no Orçamento do estado para o ano que vem uma taxa sobre as empresas produtoras de energia que vai permitir ao Estado um encaixe de 100 milhões de euros.

No vermelho segue também a banca, onde o BCP se destaca com uma queda de 2,02% para 9,7 cêntimos por ação. O BES, que na passada sexta-feira disparou 7,5%, corrige ligeiramente, ao ceder 0,44% para 90 cêntimos. O BPI também perde 0,2% para 1 euro por ação. Descidas que se verificam num dia em que os juros da dívida pública voltam a recuar, encontrando-se no prazo a 10 anos nos 6,41%.

Nota final, também no vermelho, para a PT, que desce 0,64% para 3,44 euros.