A Bolsa de Lisboa iniciou esta semana com uma valorização do índice PSI 20 de 0,67%, em linha com a tendência registada pelas principais praças europeias, animadas pelos números da atividade industrial na Alemanha, que atingiram o valor mais alto dos últimos três meses.

O índice principal da bolsa de Lisboa beneficiou das valorizações da The Navigator Company (1,894%), da Ren (1,717%) e EDP (1,579%), mas também do desempenmho do BCP, que evitou as quedas, em dia de apresentação de resultados trimestrais.    


Lucros do BCP recuam 34%

As ações do BCP valorizaram 1,292%, para 0,0392 euros, apesar do recuo dos lucros. O resultado líquido do Millennium BCP teve uma queda homóloga menor do que o previsto de 34% para 46,7 milhões de euros no primeiro trimestre de 2016, com a margem financeira estável e espelhando uma comparação difícil pois há um ano encaixou 100 milhoes com ganhos extraordinários de dívida soberana.

Os analistas estimavam que o Millennium BCP reportasse um lucro líquido de 39 milhões de euros no primeiro trimestre de 2016, contra 70,4 milhões de euros no mesmo período do ano passado.

O BPI, que apresentou um crescimento dos lucros de 48% no primeiro trimestre, para 45,6 milhões de euros, na sexta-feira passada, valorizou uns muito ligeiros 0,183%.

Ligeira subida teve também a Galp que beneficiou da revisão em alta de preços-alvo das ações da empresa por parte da Goldman Sachs e do Exane BNP Paribas.