A bolsa de Lisboa segue em queda ligeira, apesar de já ter pisado terreno positivo esta manhã. Na Europa, o sentimento é misto, mas as variações são pouco significativas.

O PSI20 cai 0,27% para 6.034,88 pontos, com a banca e a PT a pressionarem.

O BCP regista a maior descida, de 1,85%, para 10,6 cêntimos por ação, mas o BPI também cai 0,87% para 1,03 euros e o BES desce 0,22% para 89,5 cêntimos.

A holding que detém o banco liderado por Ricardo Salgado, a ESFG, apresentou esta manhã os resultados do primeiro semestre: prejuízos de 63,8 milhões de euros, que comparam com lucros de 233 milhões na primeira metade do ano passado. O ESFG perde também 0,06% para 5,24 euros.

No vermelho segue também a PT, a deslizar 1,56% para 2,83 euros, depois de ter anunciado esta semana que pretende cortar o dividendo para 2013 e 2014 em 70% para dez cêntimos por ação. A notícia levou a Fitch a cortar o rating da operadora num nível, para «BBB-», o último degrau antes de «lixo». Várias casas de investimento cortaram já a avaliação das ações da PT depois do anúncio.

Nota ainda para a energia, onde a EDP perde 0,29% para 2,71 euros, mas a Galp sobe 1,07% para 12,77 euros.