A bolsa de valores de Angola vai abrir na segunda quinzena de janeiro, disse esta sexta-feira à Lusa uma das advogadas que está a assessorar a comissão instaladora da plataforma de transação de obrigações e ações.

"A bolsa de dívida e valores de Angola estará disponível na segunda quinzena de janeiro, a ideia é estar tudo preparado até aí, nós estamos a assessorar a possibilidade de haver dívida corporativa, para já ainda só houve na área financeira, mas há várias solicitações para a possibilidade de emitir dívida de empresas", disse à Lusa a sócia da sociedade de advogados 'FBL Advogados', Djamila Pinto de Andrade.

A advogada, que trabalha com o Executivo angolano no lançamento da bolsa de valores em Luanda, foi também uma das responsáveis pelo lançamento da primeira emissão de dívida pública em 'eurobonds', no princípio de novembro, que permitiu a Angola encaixar 1,5 mil milhões de dólares.