As valorizações superiores a 1% dos pesos-pesados Galp Energia e Jerónimo Martins levam a Bolsa de Lisboa a acompanhar os ganhos da maioria das pares europeias, com os investidores de olhos postos na divulgação dos números da criação de emprego nos EUA.

O índice PSI20 sobe 0,17% para 5.177 pontos, com 11dos atuais 18 títulos em terreno positivo.

Os pesos-pesados Galp Energia e Jerónimo Martins valorizam mais de 1% para 11,385 euros e 7,872 euros, respetivamente.

A REN, que apresentou ontem resultados, segue a ganhar 0,63% para 2,415 euros.

O lucro da operadora de redes energéticas caiu 4,9% para 84,9 ME, em linha com o esperado, penalizado principalmente pela taxa extraordinária sobre ativos de energia imposta pelo Governo que, segundo o Chief Financial Officer (CFO), voltará a pesar nos lucros de 2015, lembra a Reuters.

A REN vai aproveitar o bom momento dos mercados para lançar uma emissão de obrigações «no curto prazo», possivelmente no início de 2015, segundo o CFO, que tem preferência por maturidades mais longas.

A travar maiores ganhos no índice está a banca portuguesa que negoceia no vermelho, acompanhando o cenário negativo das pares europeias.

O Millennium bcp cai 2,3% para 0,0808 euros, o BPI desce 0,94% para 1,469 euros e o Banif recua 1,43% para 0,0069 euros. O índice sectorial desce 0,7%.

Nota negativa também para a EDP, a cair 0,5% para 3,242 euros, e para a Portugal Telecom que recua 2,8% para 1,215 euros.

Na restante Europa, os principais mercados seguem indefinidos, com a periferia a cair 0,4%, enquanto o centro da Europa avança até 0,75% em Londres, impulsionada pelos resultados, acima do esperado, da ArcelorMitall, enquanto aguardam pelos números da criação de emprego nos EUA.