A Bolsa de Atenas abriu esta terça-feira com ganhos superiores a 7%, depois de a Comissão Europeia ter classificado como «suficientemente completa» a lista de reformas enviada pelo Governo grego para tentar prolongar o programa de assistência financeira.

Nas primeiras transações do dia, cerca das 08:00 de Lisboa, o índice principal da Bolsa de Atenas subia 7,20%, para os 915,67 pontos.

Nota a Lusa que, à mesma hora, os juros da dívida pública grega a dez anos no mercado secundário caiam 4,63%, situando-se nos 9,12%.

No prazo de cinco anos, os juros da dívida helénica caíam ainda mais, 13,59% em relação à sessão anterior, situando-se nos 12,34%.

Bolsa de Lisboa em queda ligeira

As quedas das energéticas pressionam a Bolsa de Lisboa que segue em terreno negativo, de 0,2%, acompanhando as descidas ligeiras das pares europeias, com os investidores à espera do detalhe das medidas gregas que servem de contrapartida à extensão do financiamento e dos discursos dos presidentes dos maiores bancos centrais.

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, discursa num evento em Frankfurt, às 14:00 TMG, e uma hora depois é ouvida a presidente do Federal Reserve Bank, Janet Yellen, no Senado norte-americano.

O índice FTSEurofirst 300, que agrega as 300 maiores empresas da Europa, sobe 0,1% para máximos de sete anos.