A bolsa de Atenas segue a cair 23% na reabertura à negociação, depois de mais de um mês em que as negociações estiveram suspensas.

Os quatro maiores bancos já caíram mais de 30%, em linha com o esperado pelos analistas.

Os bancos gregos enfrentam uma situação de grande vulnerabilidade devido ao levantamento de milhares de milhões de euros de depósitos ao longo dos últimos seis meses. 

Cerca de 40 mil milhões de euros foram retirados dos bancos gregos desde dezembro, de acordo com a associação de bancos grega, e as quatro maiores instituições de crédito - Banco Nacional, Pireu, Alpha e Eurobanco - vão ser sujeitos a uma análise à qualidade do balanço dos seus ativos no final do mês. 

A última sessão em que a Bolsa de Atenas tinha negociado até registou ganhos de 1,6%, com a expetativa de que o Governo do Syriza chegasse a acordo com os credores para receber a última tranche do resgate financeiro.

Só este ano a Bolsa de Atenas já perdeu quase 22%.

Os mercados europeus seguem entre ganhos e perdas ligeiros.